NOVO! Nova revista digital Leia mais

Flow S/A

Neurociência aplicada em arquitetura com Jéssica Carbone

5 Mins read

Conheça a profissional que soube se aplicar e explorar o mundo de neurociência em arquitetura e compartilha seu conhecimento em suas redes sociais e workshops.

A Jéssica Carbone é formada em Arquitetura de Urbanismo, especializada em Design de Interiores que em contato maior com um cliente final desenvolveu um briefing baseado em perfil arquétipo, que proporcionou uma oportunidade em explorar o nicho. Muitas necessidades ditas e não ditas devem ser descobertas para usar no projeto, como memórias de infância até rotina do dia-a-dia. E assim, a arquiteta Jéssica Carbone seguiu sua empreitada com um viés psicológico nos projetos residenciais e comerciais.

Após alguns anos ela se tornou mãe pela segunda vez, e isso a fez mergulhar na busca em entender o comportamento humano, o cérebro infantil e a comunicação não-violenta. Foi essa busca no lado pessoal que a levou ao mundo da Neurociência. Em 2008, Jéssica leu um artigo chamado “Pode a arquitetura alterar o cérebro?” e tudo passou a se conectar em sua mente de como os ambientes afetam, causam impactos em emoções e nos comportamentos.

Após um bate papo com a Jéssica, fiz uma entrevista incrível para minha coluna FLOW SA. Confira a seguir:

FLOW SA: De que maneira você entrou na área de neurociência aplicada em arquitetura?

Jéssica Carbone: O início do meu mergulho no universo da Neurociência aplicada na arquitetura foi descoberto através da Neuroarq Academy no Brasil com um curso de educação continuada nessa área, e em resumo, veio de encontro com meus princípios e com todas as questões que eu tinha em minha vida de arquiteta. Moro na Suíça e mais adiante fui convidada a ser embaixadora da Neuroarq Academy no país, representando então essa academia da qual tenho muito orgulho em fazer parte da história. Hoje brinco com as meninas da equipe que nos tornamos uma grande família virtual. Comecei a abordar esse tema de forma mais simples em minhas redes sociais, o que me trouxe ao encontro da NAD, uma academia que aborda esse tema da Neuroquitetura no Chile, a qual tenho muita alegria em ser colaboradora. E para finalizar esse meu envolvimento com o mundo da neurociência, fui cursar uma pós graduação em Neurociências e Comportamento.

FLOW SA: Qual a importância de desenvolver projetos baseados na neurociência aplicada?

Jéssica Carbone: O ambiente que nos cerca sempre vai impactar em nossa percepção, seja de forma positiva ou negativa. Junto a isso posso mencionar que nosso cérebro é plástico, portanto o ambiente em que estamos inseridos nos molda, molda nosso comportamento, as nossas escolhas e consequentemente, nossa saúde mental. Quando olhamos ambiente como uma ferramenta na possibilidade de promover a saúde aos usuários, podemos pensar em uma escola que valorize a iluminação natural (pois sabemos por meio de um estudo do Human Spaces que aumentou de 20 a 26% o rendimento de alunos que tiveram aulas com a valorização da luz natural), ou ainda no ambiente hospitalar, um estudo mostra que janelas com vista para a natureza causam uma melhora significativa nos pacientes, como por exemplo, a diminuição de queixas de dor e uma recuperação mais rápida em comparação aos que não tinham essa vista. Há também hospitais como o “The Christ Hospital Joint e Spine Center” que faz uso dos conhecidos “jardins de cura” com o intuito de uma conexão com a natureza (onde hoje a neurociência já explica, através do termo “Design Biofílico”).

FLOW SA: Dos seus projetos publicados em suas redes sociais, compartilhe algum que teve mais visibilidade. 

Jéssica Carbone: Tive a oportunidade de apresentar um projeto no Neuroarq Day – que aconteceu em março de 2020 ( É a maior conferência de Neurociência aplicada na Arquitetura da América Latina), onde apliquei a neuroarquitetura em um dormitório onde uma idosa sofria com a doença de Alzheimer. A repercussão desse projeto foi grande durante o evento, mas principalmente nas redes sociais onde diversas pessoas entraram em contato comigo pedindo estudos e dicas para seus familiares que sofrem da doença. Para mim é muito emocionante poder usar o conhecimento nas redes sociais atingindo diversas parcelas da população, ajudando no bem-estar e na promoção da qualidade de vida das pessoas. Acredito esse ser um tema de extrema relevância pois segundo dados da OMS 35 milhões de pessoas têm Alzheimer no mundo, sendo 1 milhão de pessoas no Brasil. Além disso, a previsão é que 152 milhões de pessoas venham a ter a doença de Alzheimer em 2050. Sabemos que ainda não há cura, os estudos abordando o tema são inúmeros, enquanto não podemos solucionar com a cura, acredito que podemos nos preparar estudando e planejando ambientes que promovam a saúde e bem-estar dessas pessoas. O apoio ao paciente e ao cuidador é essencial. Sinto que ao projetar um ambiente com essa base científica de promoção a saúde, é uma forma de abraçar essas pessoas e dizer “você não está sozinho”.


FLOW SA: Você fala muito sobre o olhar da neuroarquitetura para a infância. Como uma criança pode se desenvolver em melhor escala em seu quarto ou lugares da casa em comum acesso com seus familiares com um projeto de neuroarquitetura?

Jéssica Carbone: Esse é um dos meus pontos favoritos. Meu objetivo é um dia nos tornarmos uma sociedade mais empática, que se ajuda para que possamos viver com harmonia e apoio mútuo, apesar de parecer algo impossível. Penso que as crianças são os pontos chaves para isso. Cuidando das nossas crianças estamos cuidando do futuro, do amanhã de nossos filhos, netos e assim por diante. Eu defendo muito a ideia de projetar com a criança, traze-la como co-autora dos ambientes em que ela tem acesso. É assim que fazemos com nossos clientes quando nos contratam, penso que o mesmo respeito e escuta deve ser dado as crianças quando vamos projetar seu quarto, uma barquinho ou até mesmo uma escola. Trago estudos científicos que me auxiliam na questão do desenvolvimento cerebral da criança e comportamento, buscando o máximo possível dialogo com outros profissionais nas mais diversas áreas para enriquecer o projeto, como por exemplo, psicólogos, musicistas, neurocientistas, fisioterapeutas, etc. Cada projeto é de fato único, pois cada ser humano tem suas historias, memórias e sensações que devem ser consideradas e com as crianças atuo
da mesma maneira. Até o momento tem sido muito positivo e é emocionante os feedbacks que recebo dos pais após alguma execução de projeto ou consultoria. Meu sonho é de fato uma escola em que promova a saúde física e mental das crianças.

Neste ano, a arquiteta Jéssica Carbone se envolveu em diversas ações sociais como na cidade de São José do Rio Preto, atuando junto com alguns professores e alunos daUNIRP (LADU) com outros colegas de profissão do Instituto “As Valquírias”, que cuida de crianças em vulnerabilidade social, as crianças ficam no contra-turno escolar no instituto recebendo apoio e cuidados emocionais, pedagógicos, alimentar, etc. Esse projeto das Valquírias veio como um presente a Jéssica, uma vez que está tendo a oportunidade de reformar o instituto aplicando os conceitos da Neuroarquitetura no bem-estar dessas crianças. Na mesma cidade foi convidada a uma ação voluntária com foco nos hospitais do interior de São Paulo, em combate ao Covid, criando áreas de descompressão aos profissionais da área da saúde.

Em eventos online, Jéssica participou do “Digital Futures” a convite da Neuroarq Academy, onde pode apresentar mais do seu trabalho tanto no Brasil como na Suíça. Jéssica disponibilizou um e-book em suas redes sociais  com algumas dicas práticas para aplicação em casa, sendo o objetivo principal de ajudar as pessoas nesse período que estamos vivendo de quarentena. Minhas redes sociais são meu maior canal de comunicação a respeito de minhas ações e projetos.

Para conhecer mais sobre a Jéssica Carbone, seus projetos publicados e o que vem desenvolvendo, siga seu instagram @arq.jessica_carbone

Dia 24 de outubro ela estará participando de um workshop, com idealização própria junto a uma colega de sua área sobre BRIEFING COM A METODOLOGIA SENSE. Saiba mais e como se inscrever no link https://www.sympla.com.br/workshop—briefing-com-a-metodologia-sense—1-edicao__959418

15 posts

About author
Relações Públicas do Entretenimento em São Paulo e mentora de artistas do cenário independente, trago nesta coluna informações, entrevistas e curiosidades sobre o mundo artístico com muita leveza. Para sugestão de pauta, envie por e-mail: do@docomunica.com.br
Articles
Related posts
Flow S/A

"Acreditar nos sonhos" é o que Sebah Vieira faz com alegria e determinação em sua carreira artística

4 Mins read
Neste domingo, dia 19 de setembro, vai acontecer a 8° edição do Troféu Cultural e Feijoada Sebah Vieira, evento já conhecido entre celebridades…
Flow S/A

Campanha beneficente da Eurico Calçados tem número histórico de doações

4 Mins read
A campanha “Faça do Seu Passado um Grande Presente” foi criada com o objetivo de beneficiar ONGs parceiras com a arrecadação de…
Flow S/A

Underground musical e seus efeitos positivos na pandemia

4 Mins read
Por conhecimento e vivência em entretenimento como gestora de imagem, grande parte da mídia só quer saber de “mainstream” ou “midstream” quando…
Fique por dentro das novidades

Se inscrevendo em nossa newsletter você ganha benefícios surpriendentes.